Asufepar, saúde e bem-estar aos associados
Asufepar, saúde e bem-estar aos associados
separador

Extrato de Débitos

Esqueci minha senha

Informativo

Digite seu e-mail para receber as novidades da Associação.

Plano de Saúde

Confira a tabela de valores vigentes para os associados do Convênio
 

Você está em: Home » Novidades » Notícias

Notícias

Quinta-feira, 27/09/2018 14:01

Asufepar recomenda reflexão sobre adesão a outros planos

Associação não recebeu resposta da empresa sobre alternativas para o Grupo UFPR, impactado com reajuste de 29%. Sugestão da Asufepar aos associados é migrar para planos SulAmérica e Agemed

Assembleia sobre o Plano Amil realizada em 15 de agosto de 2018

Assembleia sobre o Plano Amil realizada em 15 de agosto de 2018

Passados mais de 30 dias da Assembleia com os representantes da Amil, ocorrida no dia 15 de agosto, na qual foi acordado que a empresa estudaria, NUM PRAZO DE 15 DIAS, alternativas para o Grupo UFPR, impactado com reajuste de 29%, esclarecemos aos associados que, infelizmente, até a presente data, 27 de setembro de 2018, a diretoria da Asufepar não recebeu nenhuma resposta oficial do Grupo AMIL. A Asufepar vem tentando estabelecer contato com a empresa desde o vencimento do prazo, sem sucesso.

O posicionamento da Asufepar, nesse contexto, é o seguinte: caso o associado não possa manter ou mesmo não tenha interesse em continuar no grupo UFPR, sugerimos alternativas como os planos SulAmérica ou Agemed, com os quais possuímos convênio. Há ainda a possibilidade de adesão a outros planos, porém como maneira individual. Os planos conveniados com a Asufepar são por adesão coletiva.

Confira, abaixo, a íntegra do e-mail enviado aos representantes da empresa no dia 17 de setembro:

Caros Tavares e Carolina

Na Assembleia conjunta ASUFEPAR, APUFPR, IFPR e SINDITEST-PR, realizada no dia 15-08-2019, foi tirado como posicionamento final da assembleia que a Amil PR nos passaria uma definição quanto ao Grupo UFPR/AMIL, em um prazo de 15 dias. Na referida Assembleia, que contou com a participação dos senhores, a princípio surgiram três alternativas, que seriam discutidas no âmbito interno da Amil-PR:

1) verificar junto à Agência Nacional de Saúde a possibilidade de o plano voltar a aceitar novos membros, visando o reequilíbrio financeiro;

2) formatar um novo plano que possa ser alternativa mais econômica para os associados, sendo este vinculado ao atual grupo;

3) a oferta de.um novo plano, que substituiria o atual, com carteira diversa que atenda com produtos distintos os que querem opções mais econômicas e enxutas até os que preferem acomodações e abrangência superiores.

O prazo combinado para alguma resposta sobre a alternativa escolhida pela direção da AMIL venceu no dia 30-08 e nenhuma resposta oficial nos foi repassada. Esta Asufepar fez uma cobrança de resposta em e-mail no dia 31-08-2019. Também por várias vezes foi tentado contato telefônico com a Srª Carolina Machado, sem sucesso. Com o Sr. Tavares foi conseguido contato telefônico, mas o mesmo insistiu que o combinado foi uma resposta em 90 dias. Entendemos que houve um equívoco da parte dele, tendo em vista de que não há dúvidas quanto aos 15 dias acordados. Cabe aqui o esclarecimento que o informado na assembleia foi que, a partir de uma eventual decisão tomada pela a AMIL, poderia levar até 90 dias para a regulamentação junto à ANS.

Nossos associados esperam uma resposta urgente. Por isso, esperaremos até as 12h00min do dia 18-09-2018 por uma informação oficial da AMIL-PR sobre qual das possibilidades indicadas na assembleia será assumida como proposta para o grupo. Em caso de não haver a resposta a nossa solicitação, em seguida faremos um informativo oficial aos nossos associados, destacando o não interesse na continuidade do grupo por parte da AMIL-PR e a, ao mesmo tempo, indicando que procurem alternativas como os planos SulAmérica ou Agemed, com os quais possuímos convênio.

Por fim, esclarecemos que esperamos a boa vontade da empresa com o objetivo de minimizar o impacto do reajuste de 29%. Nossa intenção é frear a fuga de beneficiários, tendo em vista que ainda há a possibilidade de no ano que vem o percentual de reajuste ser ainda maior, visto a falta de interesse por parte da AMIL em manter o grupo e o indicativo do mesmo continuar a perder beneficiários até seu colapso financeiro.

Versão para impressão
Remetente
Destinatário
Enviar Limpar

Leia também

Arquivo de notícias.

separador

Rua Carlos Pradi, 18 - Jardim das Américas - Curitiba - PR
Telefone: (41) 3366-4474

Desenvolvido por: Sisflex